Artigos

Gestão do Conhecimento é um processo de “refinamentos sucessivos”

LapidaçãoQuanto uma empresa deve investir em gestão do conhecimento e como dimensionar esse valor?
Para responder essas questões, precisamos inicialmente conceituar conhecimento, sua gestão e sua utilização. Conhecimento é o ativo de maior valor que uma empresa pode ter. Reparem que utilizei o termo conhecimento e não informação, que o relacionei a um ativo e que também escrevi “pode ter” em vez de “têm”, isto porque conhecimento é totalmente diferente de informação e para possuí-lo a empresa precisa se organizar e se preparar para isso.
Nunca se teve acesso tão fácil à informação como atualmente (qualquer ferramenta de busca na Internet responde normalmente a uma pesquisa com milhares de documentos, num tempo dificilmente superior a um segundo) e  isto não quer dizer que as empresas estão mais eficientes ou produtivas do que há dez anos por conta disso. Então para que serve tanta informação?
A identificação exata das informações relevantes e principalmente sua utilização prática incorporada aos produtos e serviços de uma empresa é que vão alavancá-las no mercado. As informações somente terão utilidade se forem triadas, tratadas, organizadas, distribuídas internamente e sua utilização prática, incentivada. As informações assim selecionadas representam o conhecimento da empresas e o processo compreendido entre sua identificação até sua utilização prática é a gestão desse conhecimento.
Fazendo uma analogia com os ativos tangíveis de uma empresa, a decisão de investimentos nesses ativos normalmente tem como objetivo o aumento/otimização da produção; a minimização dos custos de produção; a  fabricação de novos produtos; a incorporação de inovações tecnológicas, ou seja, a criação de uma vantagem competitiva de seus produtos em relação à concorrência.
O “ativo” do qual estamos falando é o seguinte: conhecer o mercado melhor que os outros e reagir mais rapidamente a ele; conhecer os pontos fortes e fracos da concorrência; conhecer e incorporar rapidamente as inovações tecnológicas em seus produtos; saber exatamente onde e como estão organizados os dados e informações pertencentes à empresa e, finalmente, conhecer as pessoas que detêm conhecimento relevante para a empresa.Read More

Posts